Últimos assuntos
» [Evento] O Resgate de Nike
Seg Set 10, 2018 11:24 pm por Ryella de Aquário

» [RP FECHADA] Fantasmas do passado.
Qui Set 06, 2018 4:35 pm por Sawyer de Leão

» [RP FECHADA] Gêmeos Renasce.
Qui Set 06, 2018 10:35 am por Sawyer de Leão

» [R] - Ross
Sab Jun 11, 2016 10:44 pm por Ross Barkley

» [RP - FECHADA] Ezra'il e Shiori
Qua Maio 25, 2016 9:03 am por Ezra'il de Dragão Marinho

» 3ª Esfera - Ptolomeia
Qui Maio 05, 2016 3:47 pm por Athena

» Templo de Poseidon
Sex Abr 22, 2016 8:49 am por Poseidon

» Grande Suporte Principal
Sex Abr 22, 2016 8:45 am por Poseidon

» Pilar do Oceano Atlântico Norte
Sex Abr 22, 2016 8:40 am por Poseidon

Parceiros irmãos
Diretórios de recursos
Parceiros elite
Parceiros normais

Ficha de Genma (MathAnd)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Genma (MathAnd)

Mensagem por Convidado em Dom Mar 08, 2015 12:57 pm

Cavaleiro de Serpentário.


Nome: Genma Yakashi
Idade: 19
Sexo: Masculino
Signo: Escorpião
Reino: Athena
Veste: Serpentário

Psicológico:
Anos da vida de Genma foram sem demonstrar nenhuma emoção além de amargura e tristeza. De seu pai herdara um incrível raciocínio logico e facilidade de desenvolver o intelecto. Apos conhecer seu mestre Genma se mostra um garoto puramente apegado ao mesmo e apos sua morte desenvolve uma seriedade e serenidade constantes, levando seu compromisso com Atena em primeiro lugar.

Aspectos Corporais:
Genma tem cerca de 1,75 de altura e pesa 75 kg. Sua pele tem a cor parda e seus cabelos são longos chegando ate a cintura. Usa roupas sempre largas quando não usa armadura, sendo que sempre prefere bermudas e camisas cavadas.
Habilidades:

Técnicas:

Historia

Começa a historia

Uma noite como qualquer outra em Atenas, tudo muito calmo, o céu estrelado e o silencio reinava. Exceto pelo lado noroeste da cidade, onde se notava certo agito. O cavaleiro de Escorpião da época passava por um momento único em sua vida, o nascimento de seu primeiro e único filho estava acontecendo. Esse dia marcava o nascimento de uma nova vida, mais também o inicio da morte de outras...

O menino recebeu o nome de Genma, seu sobrenome Yakashi, e sua vida seria marcada por autos e baixos.

Num dia como qualquer outro, todas as coisas estavam correndo bem, mas uma despedida fora do comum se apresentava. A partir daquele dia a casa de Escorpião ficava vazia, o pai de Genma sem dar explicações ao menino, juntara suas coisas e partira com sua mulher. Algo acontecera com o homem, mais o garoto ainda era jovem demais para saber de algo a respeito

A criação

O garoto foi criado a beira de uma montanha no que hoje conhecemos como Países Baixos. Sua mãe sempre fora simpática e seu pai se fazia sempre presente, o passado do pai como cavaleiro não afetava diretamente a família e tudo corria bem.

Corria,  verbo que esta no passado...

Uma noite de inverno estaria prestes a marcar definitivamente a vida de Genma. Estava começando a nevar e a lua estava com um brilho tão intenso que , mesmo entre as nuvens, seus feixes clareavam toda extensão do pé da montanha onde residia.

Ele estava a entrar em sua casa, havia acabado de sair de uma fracassada pescaria, ao avistar a porta de entrada notava que esta estava aberta. Ao entrar o silencio tomava conta. Um cheiro de carne podre estava a tomar conta da casa, cheiro este que parecia vir única e exclusivamente da cozinha. Ao entrar o choque !!!!!!!

Sangue... Sangue que se espalhava pela cozinha inteira, do chão ao teto. E quem estava naquele estado agonizante... Simplesmente sua própria mãe !!!!

A cena era indescritível para o garoto, ver sua própria mãe naquele estado !! Era muito pra qualquer criança daquela idade. O sangue escorria e junto com ele a vida da mulher também se esvaziava. As palavras na cabeça de Genma começavam a sair.

- M... Ma... O qu... Aco – O menino estava realmente em pânico
- Gen...ma... Fu...ja... Rapi... – Antes que a mulher pudesse terminar sua frase que tentava alertar o menino, um instrumento, que parecia ser uma adaga, atravessa o crânio da mulher lhe retirando por completo a vida.
Genma não podia acreditar. O que estava acontecendo ali? Qual era o motivo? Tal pergunta ate passavam pela sua mente, mas pensar em uma resposta para aquilo era impossível

O menino então começou a sentir um cheiro de carne podre novamente, e com certeza não era o corpo de sua mãe... Aquilo era sombrio, o tipo de coisa que apenas lembrava o inferno ou coisas do tipo. A reação do garoto foi sem duvidas a mais sensata e desesperada possível...

Virando as costas para sua mãe, saíra correndo.

A Lua estava a pino, o campo em que se encontrava a casa era iluminado como nunca antes, o menino corria o mais rápido que conseguia e suas lagrimas de desespero acompanhavam tal ritmo... O menino estava entrando num caminho pelo qual não havia destino pré-traçado.

Em um piscar de olhos o céu começou a se enegrecer, o cheiro podre tomava conta do campo. Quanto mais o menino corria mais o cheiro e a escuridão aumentavam. O desespero do menino estava a níveis sobre-humanos... De repente.

- Sinto pena de você... Verme!!!!! – Um homem segurava Genma pelo pescoço... Machucando-o com tamanha forca aplicada.
Reconhecendo a voz Genma tenta falar
- P..Pa... Você?
- Apesar disso tudo reconheceu a voz do pai? Sim sou eu seu pai...
- O... Que... Acon..te..ceu ?
- Voce não iria entender agora, ou melhor, nunca ira entender hahahahah. Sua mãe era um obstáculo no meu caminho, assim como você. Apenas pedras de tropeço.
O tom de voz que seu pai impusera nas palavras acabava de perfurar o coração do garoto. O desespero se transformava em uma coisa muito mais forte, o choro se tornava uma fonte. O garoto não pensava em mais nada.
- Veja só seu estado Genma... Não compensa nem te matar agora... Parece que o fato de seu sangue ser o mesmo que o meu ainda me faz ter pena... Considere-se com sorte verme.
Lançando o garoto para o alto, Satoro o chuta jogando-o longe... Virando-se para ir embora diz...
-- Morra aos poucos Genma... E guarde esse dia em sua mente como sendo bom... Sua vida será poupada hahahahahahah.... Ate nunca mais verme !!!

O garoto estava acabado. Hematomas e sangue eram de montes em seu corpo. Mais o que mais doía sem duvidas era o emocional dilacerado de Genma. O garoto após ouvir as palavras finais de seu pai, apenas desmaiou, sua vida estava no fim? O que seria do garoto?

Volta as raízes

Após a morte de sua mãe e o fato que acontecera com se pai, Genma se pôs a andar sem rumo por ai a fora, a solidão se tornara sua melhor amiga, fome e frio companheiros constantes.

O garoto andava de cidade em cidade, fronteira após fronteira. Aprendia coisas, mas não falava com ninguém e ninguém parecia se importar com ele também. As coisas estavam indo de mal a pior ate Genma chegar ao inicio de tudo. A Grécia.

Genma estava pisando em Atenas. A metrópole.

O garoto estava na cidade apenas pensando que era mais uma, ate porque para o mesmo não fazia diferença.

A fome batia forte no garoto que ao avistar uma venda de frutas, se pôs a fazer o que já havia virado rotina.

Roubo

Discretamente o garoto se aproximou e pegou um cacho de uvas, o suficiente para saciar a fome por hora.

Estava tudo bem, menos pelo fato de um homem formoso avista ter notado o ato eloquente do garoto. Sua ação foi rápida e logo o homem segurou o menino pelo pescoço...

O menino se pôs a lembrar daquele dia... A morte... O pai... Sua vida após aquilo...

As lagrimas vieram a tona, a tempos o menino não demonstrava quaisquer sentimento, e ali estava se pondo a chorar... culpa de um simples ato de advertência.

O homem colocou o menino no chão e disse.

- Ei garoto porque esta chorando desse jeito, eu apenas lhe segurei. Você devia saber que o que fizeste foi muito errado...
Genma não respondeu apenas assimilou as palavras e levantando para ir embora... Ouviu
- Voce não fala muito menino? Por que não me diz seu nome...
O jovem se sentiu reconfortado ao ouvir tal pergunta e virando respondeu.
- Genma... Genma Yakashi...
O homem ficou surpreso... Yakashi... o mesmo sobrenome de Satoro... que entre aquela terra era muito conhecido.
- Garo...to... Seu p... pai... Como se chama?
- Meu pai ? Não tenho mais pai... Ele... Satoro... esse era o nome
Ao ouvir as palavras do garoto, o homem o agarrou e o levou para sua casa.
- Venha... quero ouvir sua historia pequeno Genma

Genma contou tudo o que havia acontecido aquela noite. A morte de sua mãe e a palavra que seu pai dissera, tudo muito detalhado, lagrima correram aos montes. O homem após ter assimilado tudo disse.

- Seu pai foi um nobre cavaleiro menino... Chamo-me Asa e foi o ultimo pupilo dele...

Asa então começou a contar a historia de Satoro de Escorpião.

Satoro se tornara cavaleiro de ouro ainda muito jovem, tinha apenas 15 anos, mas suas habilidades notáveis para a luta o levaram a tal posto merecidamente. Com o tempo foi ficando conhecido e cada vez mais respeitado entre os cavaleiros. Suas façanhas e conquistas para a Deusa Atena foram tantas que Satoro chegou a ser considerado o maior entre as doze casas.

Mais algo ruim estava prestes a acontecer. Na noite em que Genma nasceu todos no santuário festejavam a chegada do chamado sucessor de Genma. Todos estavam em festa menos Satoro, algo estava sendo planejado em oculto. A traição.

Satoro nunca se deixou levar pela sua fama ou pelo seu status elevado. Ate que alguma noite após Genma nascer Satoro agiu.

Saindo de sua casa de escorpião o homem se pôs a andar em direção ao grande salão de Atena. Um ato de loucura estava prestes a acontecer. Satoro num ato de crueldade tentou atacar a Deusa. Dizia que ela não era digna de estar ali e que quem deveria comandar a paz entre os homens.

O resultado final foi a expulsão de Satoro do santuário. O ataque a Atena foi parado pelos cavaleiros de leão e peixes da época. Satoro perdeu sua armadura e o respeito entre todos os que o aclamaram outrora.

Anos mais tarde Satoro voltava ao santuário. A favor de Hades. Logo após matar sua esposa e acabar com seu filho. Dizendo que agora acabaria com tudo o que era de Atena, Satoro vestindo uma Sapuri Demoníaca matara os detentores de Touro e Aquário. O ódio de seu coração o guiava e sua forca era tamanha. Uma luta de 3 dias se formara, vários morreram nas mãos do cavaleiro. A exclamação de Atena foi a única coisa que parou o homem... Morto cruelmente pela própria cegueira.

-- Seu pai foi um grande homem apesar de tudo Genma... Um ótimo professor.
-- Hades... Atena... Cavaleiros... Não entendo muito essas coisas senhor Asa.
-- Em partes não precisa entender... apenas sentir...
-- E eu posso chegar a ser um cavaleiro um dia ?
-- Pra uma criança que ate umas horas atrás não tinha expressão no olhar diria que podemos tentar... Genma

Genma apenas sentira que não queria ser igual a seu pai, as palavras de Asa animaram menino. Mesmo vendo tudo o que seu pai fizera de ruim, Genma ganhou vida. Será que poderia mudar a si mesmo com aquilo. Tinha se encontrado. Queria se tornar cavaleiro a partir dali.

Treinamento...

Genma começava seu treinamento. Pelo menos tentava começar. Nunca tinha tido contato com seria ser um cavaleiro e nem como as coisas funcionavam. Não se podiam usar armas, os cavaleiros de Atena apenas usam os punhos. Essa com certeza fora a lição mais fácil de entender. Desafios mais estavam por vir.

Dias, semanas, meses... E Genma todo dia ouvia dizer sobre um tal de cosmo. Uma energia que vem de dentro?

Um garoto que fora tão vazio por anos poderia ter algo como isso? Genma não ligava estava determinado e mesmo não conseguindo quebrar nem um troco, como via vários a sua volta fazendo, continuava firme, afinal, ele não estava mendigando como fizera anos de sua vida.

Asa também fora muito paciente com o menino, que quando chegou a Grecia tinha 11 anos, e que fora despertar o seu cosmo aos 13. Dois anos de treinamento diário e exaustivo. E ainda sim não foi grande coisa, uma pedra de pouco mais de 60 cm foi a vitima, o suficiente para o garoto sorrir pela primeira vez depois de 5 anos. Uma conquista? Para Asa sim, para o garoto apenas o começo.

Uma das poucas qualidades que Genma herdara de seu pai foi a rápida logística e um pouco mais de QI.

Suficientes para o garoto começar a desenvolver cosmo-teorias próprias.

Paralelo ao seu treinamento físico e psicológico, Genma desenvolvera uma pesquisa sobre o cosmo. Seu desejo por entender como tudo aquilo era cientificamente produzido era tamanho que tais pesquisas eram o fruto escrito de tudo o que Genma viveu. O cosmo, tão complexo que chega a ser simples. A força deste e tamanha que pode ser expressa por sentimentos, que quando oscilam o deixam mais denso ou mais ralo, a gama de cosmo forças pode ser citada como cada estrela, as constelações influenciam na personalidade de cada cavaleiro o que resulta na dimensão de seu cosmo. Lembrando que o treinamento e outros n fatores influenciam no cosmo. Como sendo algo unicamente individual o cosmo de alguém, pode ser dito como um DNA. Ou simplesmente como uma forma de espirito que nos mantem vivos.

Assim pensava Genma que crescia em força e habilidades com o passar dos anos. O treinamento psicológico também foi um fator importante para o garoto. Aprender a domar seus sentimentos, em destaque a morte da mãe. Tarefas após tarefas. Genma estava cada vez mais preparado para desafios maiores. Sua intenção era virar um cavaleiro. O melhor cavaleiro que ele pudesse ser.

Serpentário... Esta de volta?

18 anos. A sete anos Genma treinava com todas as suas forcas. Pra muitos isso pode parecer pouco tempo, e realmente era, mais o garoto realmente mergulhara naquilo, sua vida apenas se resumia em treinar e de alguma maneira se tornar um cavaleiro. Afinal, ele também não tinha muitas escolhas.

Eram tempos de guerra no santuário e muitos dos cavaleiros estavam em campos de batalha em nome da Deusa Atena. Asa era um deles, ele tinha a honra de ser o detentor da armadura de prata de Lotus. Era também um ótimo mestre. Genma realmente devia a vida pra ele, todos os dias nos últimos 7 anos valeram a pena depois que Asa aparecera, e infelizmente não haveria muitos mais em que Genma teria seu mestre ao seu lado.

Genma acabava de completar 19 anos quando a guerra contra Hades estava entrando em seu auge. As tropas do Deus do Submundo estavam consumindo grande parte do mundo e os que eram a favor de Atena estavam se extinguindo. Os cavaleiros de ouro, prata e bronze travavam lutas cada vez mais constantes e árduas. A guerra era tamanha que se instalou também nos primórdios da cidade de Atenas.

Genma e Asa estavam treinando como de costume. Um contra o outro, corpo a corpo. Genma estava preste a chegar em seu auge, agilidade e força, exalavam do menino, que praticamente já estava como homem formado ali.

O treinamento fora interrompido com um apelo. O cavaleiro de Hidra da época chamava Asa para tomar seu posto. Os espectros e servos do Hades atacavam. Asa saira depressa pedindo desculpas ao garoto.

- Mas mestre Asa já não esta na hora de eu ajudar?!! – Indagou Genma.
- Sua hora vai chegar... Sua armadura esta próxima e logo você e eu iremos lutar lado a lado meu amigo.

As palavras de Asa não foram suficientes para Genma, que embora quisesse ajudar, sabia que sem uma armadura para lhe proteger a morte lhe faria um banquete.

Com cuidado Genma saiu ao meio daquele caos que se instalava cada vez mais rápido. Os cavaleiros de Atena estavam em estrondosa desvantagem naquele confronto. Civis inocentes estavam espalhados mortos o cheiro de podre daquele dia quando ainda criança começou a se formar na mente do jovem, as imagens daquele dia sombrio estavam latejantes no coração do mesmo. Mas seu treino e vontade controlavam-no.

Genma ficava apenas observando o fim daquela batalha, que por sinal fora vencida pelo inimigo. O silencio tomava conta. Genma se pôs a procurar Asa, sabia que o mestre estaria bem apesar de haverem ate cavaleiros de ouro mortos no local.

Genma chagava no lago da cidade, e lá estava. Asa estava lutando, extremamente machucado, contra uma espécie de soldado infernal. A reação de Genma foi correr para ajudar o mestre.

- Genma. Saia daqui agora, esta luta não serve pra você !! – Asa gritava ao longe.
Genma parou e obedeceu, já era de costume ir contra Asa em algo.
O soldado desferindo um golpe em Asa parte em direção ao garoto.
- Parece que ficou um coitado para tras hahahaha.... Morra hahaha – O soldado parecia estar pronto para matar o menino que ficava estico.
- Droga Genma... Por que você saiu de casa? – O golpe do soldado atingira em cheio Asa que se pusera na frente de seu pupilo.
- MESTRE ASAAA!!?? – Genma ficava surpreso e amedrontado com a atitude Asa

A cavaleiro de prata caira na frente de Genma. O garoto estava em choque. A cena daquele dia passou em sua mente e as lagrimas começaram a cair.

- Pobre homem, tentando impedir a morte desse vermezinho hahahaha... Bom agora que ele já esta prestes a morrer, chega também sua hora garoto.

O soldado de Hades se põe a erguer os braços aos céus e prepara seu próximo ataque contra o garoto.

-MORRA

....

A morte parece ser amarga, porem ela também pode ser um alivio

Não foi assim que pensou Genma. Sua reação fora ate inesperada, segurando o braço do soldado desferiu um soco contra o mesmo lançando-o longe.

-- O único verme aqui parece ser você !!! – Disse Genma – Você faz ideia de que você acabou de acertar meu mestre? Acho que não neh ?!

Um brilho dourado, a cosmo energia, rodeava Genma. Sua raiva fora acesa e o treinamento estava ali frutificado. Os pensamentos do dia em que sua vida mudou pesaram em sua cabeça, Asa o havia mudado, o havia tirado da escuridão, e agora ele estava ali ferido. Genma não podia aceitar aquilo. O cosmo dele estava como nunca antes visto, aquilo era novidade ate mesmo para ele mesmo, mas também parecia ser mais que cotidiano tal poder.

-- Você esta a serviço do Hades não ?! – Genma segurava o pescoço do soldado com força sobre-humana – Pois então diga a ele que o filho de Satoro vai o fazer pagar pelo que fez com ele. Diga a ele que Atena vai acabar com ele...

Genma desferiu outro golpe contra o soldado, lançando-o bem mais longe dessa vez. Ao se levantar o soldado apenas amaldiçoou o garoto e partiu atrás do resto do exercito do inferno.

Atras do garoto estava Asa, ensanguentado, suspirando as ultimas de sua vida.

- Gen...ma... Você esta pronto !! – Disse Asa com dificuldades.
- Voce não pode ir agora mestre... Por favor!!
- Ate...na... Va... Ate ela...

Após tais palavras os olhos de Asa se fecharam e sua vida extinguiu-se.

Genma controlou seu choro por segundos, mas levantando- se com o corpo de Asa nos braços, não conteve as lagrimas, estas que eram de dor, uma dor valida dessa vez, por juraria que honraria o mestre, conquistando uma armadura. Genma iria ate o santuário.

Santuário...

Aos guerreiros de Atena teriam de se reerguer. Hades havia abalado e muito as forças de ataque da Deusa.

Genma chegava ao santuário e via cabeças e sangue por toda parte. A guerra estava no auge...

As escadas das casas estavam tingidas de carmesim. As casas vazias, vários santos de ouro haviam morrido em batalha pelo nome de Atena.

Ao chegar no templo da Deusa e ao vê-la glamorosa, como realmente era nas historias, curvou-se e fez seu apelo.

- Atena minha Deusa, suplico-te que me de a honra de me tornar um de seus homens, me faço aqui e agora o mais puro pó perante ti, não sou digno nem de receber seu olhar, mais minha Deusa, faz-me um cavaleiro que leva seu nome as nações... Suplico-te oh minha Deusa.

Após tais palavras Genma, apenas vê a Deusa de costas esperando se achar puro diante dela para receber a benção de se tornar cavaleiro...


#tags | XX words | notes ©



Última edição por MathAnd em Qua Mar 11, 2015 3:12 pm, editado 6 vez(es)
Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Genma (MathAnd)

Mensagem por Pandora em Dom Mar 08, 2015 5:51 pm



reprovada



Os requisitos estão corretos porém, para ser aprovado tens que corrigir alguns erros de pontuação de sua história, já que se trata de um rank alto, é bom ter uma escrita organizada.

**Faça só isto e será aprovado e de mesma forma virá seu teste. Dúvida? MP.

Créditos finais: Saint Battle of Gods


Pandora
Regentes
avatar

Ficha de Personagem
HP:
100/100  (100/100)
Cosmo:
100/100  (100/100)
Nível: 1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Genma (MathAnd)

Mensagem por Pandora em Ter Mar 10, 2015 12:58 pm



reprovada



Continua tendo erros... O nome da armadura em umas partes está sem o acento necessário. Almugas outras palavras que complementam a história estão sem acentos... Passe a história no Word, pois, lá poderá resolver todos os problemas. 

Caso algo, MP. 

Créditos finais: Saint Battle of Gods
Pandora
Regentes
avatar

Ficha de Personagem
HP:
100/100  (100/100)
Cosmo:
100/100  (100/100)
Nível: 1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Genma (MathAnd)

Mensagem por Convidado em Ter Mar 10, 2015 10:10 pm

Atualizei pelo Word
Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Genma (MathAnd)

Mensagem por Pandora em Qua Mar 11, 2015 4:33 pm



aprovado



Ainda via algumas considerações ao seus erros, mas como vejo que possa transpassar-se dedicado, deixarei passar, mas EVOLUA! 

Seu teste será passado dentre 48 horas e se eu não mandar MP alguma peça a outro ADM ou então cobre-me por MP. 

Créditos finais: Saint Battle of Gods


Pandora
Regentes
avatar

Ficha de Personagem
HP:
100/100  (100/100)
Cosmo:
100/100  (100/100)
Nível: 1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Genma (MathAnd)

Mensagem por Pandora em Qui Mar 12, 2015 3:24 pm



Teste





O réquiem da harpa ecoava de uma forma evasiva pela casa de serpentário. Genma o cavaleiro representante que mal conseguia conter a curiosidade, caminhava até o lado de fora onde aparentava estar mais brando o tal timbre. Mal sucedeu um passo a frente o tal foi surpreendido por uma mulher alta de seios fartos e pele sardenta com uma lira num tom de bronze. Os olhos azuis eram ocultos, pois, poderiam hipnotizar, mas de mesma forma notava-se a beleza. As pernas nuas foram mostras e os cabelos negros jogados contra o espiral da porta :

- Olá... - Cumprimentou. - Sempre ouvi falar de você ou melhor vim diretamente me encarregar, de matá-lo enfim... Não farei cerimônias... - Disse a morgada. Vakyria, não é nada mais nada menos, que uma das musas de Zeus é claro, como no tempo atual e desde de que a terra fora enviada para Atena muitos deuses já ousavam roubar os seus domínios, mas porém até mesmo Zeus?

Diretrizes:

• Uma missão simples irá requirir seu senso na narração idealizando como foi seu dia e também uma luta.
• Narre como foi seu dia até ali e como sentiu-se ao deparar-se com a mulher; 
• Narre uma luta contra ela, mas não esqueça... NÃO PODE GANHAR FÁCIL;
• Ela pode te imobilizar com o arco da harpa e se você olhar aos olhos dela podê ficar travado para o resto de sua vida (como medusa);
• mesmo não tendo em ficha, poderá escolher UMA habilidade ou técnica da cloth para lutar;
• Terá 7 dias de teste;
• Dúvida? MP;
Créditos finais: Saint Battle of Gods
Pandora
Regentes
avatar

Ficha de Personagem
HP:
100/100  (100/100)
Cosmo:
100/100  (100/100)
Nível: 1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Genma (MathAnd)

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum