Últimos assuntos
Parceiros irmãos
Diretórios de recursos
Parceiros elite
Parceiros normais

[Evento On] - Prólogo: A mensageira

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Evento On] - Prólogo: A mensageira

Mensagem por Hrist de Polaris em Ter Abr 26, 2016 6:10 pm




❝ Poder é sempre perigoso. Atrai o pior e corrompe o melhor. Nunca pedi por poder. Poder só é dado para aqueles que estão dispostos a abrir mão de si por ele. ❞



A paz havia perdurado por muito tempo, bem mais tempos do que ela havia imaginado e até mesmo desejado. Ela esperava que esse tempo chegasse ao fim, mas não de uma maneira tão catastrófica, não com uma sombra de escuridão como o mundo nunca havia conhecido antes. Hrist sentia-se como a emissária do caos, anunciando os desastres que estavam para acontecer, precisa ser rápida, as mãos pálidas da asgardiana puxavam as rédeas do corcel negro fazendo com que o mesmo disparasse em alta velocidade em direção a Grécia. Não havia tempo a perder, não podia falhar, ela podia sentir a presença dela se mover e isso não era um bom sinal. Enquanto cavalgava, sua mente era tomada pelas lembranças de seu Deus, um jovem garoto ainda, mas a preocupação em seu semblante fazia com que ela também temesse, um calafrio percorria seu corpo cada vez que pensava nas consequências do que estava para acontecer. Hell havia se levantando, cheia de ódio e sede de vingança e dessa vez, ela lutaria sozinha, haviam outros que assim como ela, desejavam a destruição de Midgard.

A situação era delicada e como tal deveria ser tratada com extrema cautela e parcimônia, desejava que os Gregos entendessem que naquele momento era necessário unir forças, por mais que as diferenças e guerras existissem, todas deveriam ser colocadas de lado pelo bem maior. Aquelas com certeza era a viagem mais longa que ela já havia feito em toda a sua vida, muitas coisas estavam em jogo, sabia que ainda teria pela frente um grande desafio. Falar com Athena não seria uma tarefa fácil, seus cavaleiros eram homens e mulheres obstinados a defende-la custe o que custasse e com certeza sua ida até seu santuário seria vista com hostilidade. Ela ainda tinha nas mãos a joia que seu senhor havia lhe entregado, um sinal de paz entre eles e de fato aquele seria um tempo de tréguas.

A viagem ainda que cansativa não abateu a guerreira e representante de Odin, a exaustão podia ser sentida, mas ela precisava chegar até a Deusa.  Entretanto, o que fez a mulher realmente se preocupar ao chegar em terras gregas, era a presença da escuridão, sentia que eles a espreitavam, sabiam da importância de seu aviso e que ela naquele momento era a maior ameaça a aqueles que desejavam trazer a total escuridão a terra: — Sleipnir vamos mais rápido! Vamos. — A mulher puxou as rédeas fazendo o corcel empinar, vetando as quatro patas da frente. Hrist como a representante do Deus nórdico, cavalgava seu corcel preto de oito patas, a velocidade que o mesmo atingia era incrível, por isso era dito ser o cavalo mais rápido que existe. Estava muito próxima de seu objetivo e agora não poderia deixar que fosse pega, não deixaria que nada atrapalhasse. Não demoraria muito para que finalmente chegasse até o santuário e pudesse falar com a Deusa.

O céu já tinha um tom rubro quando finalmente Hrist chegou ao Santuário de Athena, notava os olhares curiosos em sua direção, outros mais hostis, o comso da mulher porém era forte e intimidava aqueles que pensassem em ataca-la, porém não havia ostilidade, era sereno e plácido como o rosto de sua dententora. Não era díficio saber onde deveria ir, sozinha a asgardiana marchou até as doze casas, o manto branco cobria seu corpo ocultando a veste de batalha que ela trajava. Não podia negar que era um belo lugar, as doze casas ao fundo era realmente imponente assim como a estátua de Athena que parecia guardar todo o santuiário: — Espero muito que não haja muitos problemas, preciso chegar até Athena o quanto antes. — Murmurou para si mesma enquanto seguia pelo tortuoso caminho que dava acesso aos templos. Tudo dependia daquele instante, todo o mundo dependia que suas palavras fossem ouvidas.

A primeira casa com qual se deparou foi a de Áries, as pilastras altas tornavam-na ainda mais imponente. A mulher desceu de seu corcel e o deixou próximo a entrada do lugar, um misto de ansiedade e hesitação tomou conta de seu coração, tomou a pedra que havia recebido de seu Deus e senhor nas mãos e respirou fundo. Com passos firmes e imponentes caminhou subindo a escadaria, podia sentir os cosmos fortes de seus guardiões, eram tão fortes quanto dos guerreiros Deuses de Odin que a esse momento já deviam estar em combate. Precisava regressar a Asgard o quanto antes, precisava estar ao lado de seu Deus. Hell com certeza já estava sendo implacável contra os Asgardianos. Assim que adentrou sentiu o forte cosmo, porém sereno cosmo de seu guardião, deu alguns passos adiante, parando no centro do salão, esperando que ele aparecer: — Por favor guardião da Casa de Áries, apareça. Sou Hrist de Polaris, Representante de Odin e trago uma importante mensagem para Athena. — Falou serenamente esperando uma resposta.

Aviso:
O guardião da Casa de Áries tem 72 horas para responder. Caso não haja resposta, será dado continuidade dando a entender que a passagem foi permitida.



OOC a line or two of notes or whatever you need here

TEMPLATE BY MINNIE DARLING OF SHINE



Hrist de Polaris  ♥️ Representante de Odin
Hrist de Polaris
Regentes
avatar

Ficha de Personagem
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 1
Cosmo:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum