Últimos assuntos
Parceiros irmãos
Diretórios de recursos
Parceiros elite
Parceiros normais

[RP - Fechada] Um novo Amigo.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Gabriel de Pégasos em Sex Maio 06, 2016 2:01 am


Um novo Amigo

A RP irá começar com o post de Gabriel de pégasos. Esta é uma RP FECHADA, conta apenas com a participação de Gabriel de Pégasos e Akarkos de Órion. Estamos no vilarejo de rodorio, o sol brilha intensamente, estamos no começo do dia e o clima no lugar parece bem amistoso.



‘‘Eu também possuo a eternidade. Quando nós explodimos o nosso Cosmo, criamos uma força. Nesse momento, nós, Cavaleiros, nos fundimos com o Universo… E chegamos perto da eternidade.’’ .’
Gabriel de Pégasos
Cavaleiros de Bronze
avatar

Ficha de Personagem
HP:
200/200  (200/200)
Nível: 6
Cosmo:
200/200  (200/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Gabriel de Pégasos em Sex Maio 06, 2016 2:28 am


Gabriel de Pégasos

Gabriel estava andando pela vila parecia muito calma e tranquila, Gabriel estava andando pela cidade depois de ter ajudado alguns moradores as crianças olhavam para ele que estava com sua armadura os meninos perguntavam para ele como ele avia conseguido a armadura de pégasos eles iam até um lugar para ouvir a historia de Gabriel o qual contava mais não tudo então depois de contar ele se levantava e dava tchau para os garotos que lá estavam enquanto andava lembrava do tempo de treino com seu pai treinos dificeis mais serviu para Gabriel despertar seu cosmo e ser o cavaleiro que ele era hoje todos olhavam para ele como se nunca tivessem visto um cavaleiro nessa cidade estavam surpresos por Gabriel ter se tornado um menino fraco mais sempre sorrindo era como ele era antes continuava andando pela cidade sem nada para fazer lembrando do seu tempo de treino era muito dificil segurar os socos de seu pai e era mais dificil ainda quebrar as pedras que seu pai o mandava quebrar e ao mesmo tempo de lembranças felizes vinham lembranças tristes como a da morte de seu pai e de sua mãe mais isso não o abalava Gabriel sabia que um cavaleiro estava vindo em sua direção mais como a cidade é extremamente movimentada quase não dava para passar pelas pessoas que lá estavam e as crianças também tentavam parar Gabriel para escutar suas historias de cavaleiro mais ele não podia parar tinha que se encontrar com o cavaleiro que estava por vir ele só não conseguia driblar as crianças quando suas mães apareciam e pediam para ele então teria que contar de qualquer jeito as crianças ficavam fascinadas sempre que aparecia cavaleiros novos ou velhos no vilarejo por isso sempre paravam todos para brincar ou escutar suas historias - Me desculpa crianças não posso contar mais historias. - Gabriel chegava cada vez mais perto do cavaleiro que lá estava só que não conseguia o enxergar direito por culpa da multidão - Droga não sei quem é mais o cosmo é bem forte parece que é um cavaleiro de prata. 


Thanks James Sullivan © CG


‘‘Eu também possuo a eternidade. Quando nós explodimos o nosso Cosmo, criamos uma força. Nesse momento, nós, Cavaleiros, nos fundimos com o Universo… E chegamos perto da eternidade.’’ .’
Gabriel de Pégasos
Cavaleiros de Bronze
avatar

Ficha de Personagem
HP:
200/200  (200/200)
Nível: 6
Cosmo:
200/200  (200/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Akarkos de Órion em Sab Maio 07, 2016 11:39 pm

Passo-a-Passo


Há pouco tempo, me tornei um cavaleiro, estou honrado em saber que sou útil em algo tão nobre, defender a paz na terra, as pessoas em minha volta, a natureza em si, na qual desde pequeno sempre observava. Está bastante movimentado por aqui, o vai-e-vem das pessoas espantavam os pássaros, que, assustados, batiam as asas e assobiavam, eles eram livres.
Eu fitava os olhos naquilo enquanto estava parado no meio do passeio das pessoas, normalmente, recebia umas trombadas, mas não me importava, não enquanto minha atenção estava 'ao longe'.
Ao recobrar a consciência, comecei a caminhar com passos firmes e imponentes para um local mais tranquilo e fresco, pois aquele amontoado de pessoas deixava a sensação de 'abafado', fora que naturalmente já estava quente.

Após me distanciar um pouco, vestia minha armadura de Órion e erguia meu braço direito e deixava-o na direção de meus olhos, o Sol batia em meu rosto. Mais ao longe, avistava um jovem próximo há umas crianças, seu cosmo indicava: Um cavaleiro de bronze.
Me direcionava ao mesmo e caminhava lentamente, esquivando-se das pessoas que passavam as pressas, trombando em outras, por fim, ficava pelo menos cinco metros de distância do rapaz e com voz firme dizia:

- Chega dessa brincadeira, rapaz! - Indagava.

Esperava uma resposta do mesmo, talvez houvesse um diálogo entre nós, tudo dependendo da situação, da resposta dele, do desenrolar dessa nova trama.
Spoiler:
Desculpe post ruim, mas o primeiro sempre é assim. Não sei se é um bug do meu celular, mas não há vírgulas em seu texto (quase não), enfim. Espero que tenhamos uma boa interação e que meu personagem faça amizade com o seu (sugiro ler minha ficha, ao menos a personalidade) Smile^^
Akarkos de Órion
Cavaleiros de Prata
avatar

Ficha de Personagem
HP:
400/400  (400/400)
Nível: 3
Cosmo:
400/400  (400/400)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Gabriel de Pégasos em Seg Maio 09, 2016 3:35 pm


Gabriel de Pégasos

Todas as pessoas de rodorio andando e Gabriel parado contando historias para crianças tudo muito calmo movimentado aves voando por ai pessoas trombando uma com a outra até que Gabriel sentia a presença de um cavaleiro e pelo que aparentava era um cavaleiro de prata ele avistava Gabriel também não dava para não avista-lo por causa de sua armadura era uma armadura fraca mais mesmo assim, era uma armadura não era tão raro ver cavaleiros de Athena na cidade pois depois das lutas eles iam para a cidade para descansar e curar seus ferimentos o cavaleiro de prata ficava cinco metros de distancia de Gabriel e dizia para o mesmo parar com a brincadeira - Ufa finalmente outro cavaleiro crianças depois conto mais historias - As crianças ficavam chatiadas, mais mesmo assim voltavam a brincar - Cara muito obrigado por aparecer. - Gabriel empurrava o cavaleiro de prata até uma cafeteria e ficava sentado em uma cadeira - Eu estava sentindo o seu cosmo de longe você realmente é bem forte. - Gabriel pedia dois cafés e olhava para o cavaleiro de prata - Uma coisa que sempre quis saber você tem quase a força de um cavaleiro de ouro certo? - Gabriel pegava os dois cafés já prontos e entregava um para o cavaleiro de prata - Bom é que ouvi historias que fosse tem quase a força de um cavaleiro de ouro. - Gabriel bebia seu café e olhava para o de prata - Foi mal falo muito, mais sabe como é né sou um dos mais fracos cavaleiros da Athena. - A cafeteria estava muito movimentada como toda a cidade parecia que estava acontecendo algo de muita importancia na cidade mais parecia que oque tava acontecendo de muito importante na cidade era em só uma parte pois todos estavam indo para a mesma direção e pro mesmo lugar Gabriel se levantava da cadeira da cafeteria com uma cara séria - Não somos só nós de cavaleiros que estão aqui sinto um cosmo no lugar onde as pessoas estão indo. 

Spoiler:
Não cara seu cell não esta errado eu não estou com muito tempo para colocar pontuação e essas coisas.




Thanks James Sullivan © CG


‘‘Eu também possuo a eternidade. Quando nós explodimos o nosso Cosmo, criamos uma força. Nesse momento, nós, Cavaleiros, nos fundimos com o Universo… E chegamos perto da eternidade.’’ .’
Gabriel de Pégasos
Cavaleiros de Bronze
avatar

Ficha de Personagem
HP:
200/200  (200/200)
Nível: 6
Cosmo:
200/200  (200/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Akarkos de Órion em Seg Maio 09, 2016 4:52 pm

Já havia falado com o bronze ali, logo, o mesmo retrucou, na verdade, tagarelou. Mas, não me irritava com isso, o jovem apenas estava curioso então resolvi responder suas perguntas, talvez eu tenha dado 'o braço a torcer', pois o jovem me empurrou até uma estalagem e sem delongas sentou-se num banco. " Ele poderia ter me pedido..." - Pensava.


- Os cavaleiros de prata são os intermediários no exercito de Atena! - Com um tom de voz um pouco arrogante, e alto dizia. - Não sei se há algum cavaleiro de prata tão forte quanto um dourado, mas, eu... Um dia serei do alto escalão do santuário, enfim... Ainda não sou tão forte assim! - Parava e tomava fôlego, cruzando os braços e observando-o o cavaleiro.

O rapaz se desculpava por outrora ser tagarela e dizia ser "fraco", isso me indignava um pouco, mas só um pouco. Sim, era verdade isso, mas o importante é defender a paz na terra e as pessoas das quais não podem defender-se sozinhas, enfim, não expressei minha opinião para o mesmo, poderia desanima-lo, sendo assim, bebi o café do qual tinha me oferecido e me dei por satisfeito. - Gostei dessa porra! - Dizia enquanto quebrava o copo ao batê-lo na mesa. Eu poderia dizer que o: Café estava gostoso, delicioso e/ou outros adjetivos que poderia dar aquilo. Mas, faria com que eu ficasse mais amigável com o mesmo e ter uma relação de 'gentileza-gerar-gentileza', e isso é o que eu não sou: Amigável.

- Você pode ser forte, basta querer... ! - Indagava.

Ignorava as pessoas que, agora, prestavam atenção em minha pessoa, elas sussurravam, provavelmente pela minha ação um tanto que indelicada.
Ficava com o cenho contraídto e encarava aqueles que olhavam atravessado, em poucos instantes seus semblantes mudaram, impus respeito ali, talvez fosse algo errado, mas de certa forma precisava disso por conta do meu ego. " Eu as defendo em nome de Atena, o mínimo que preciso é respeito e entendimento deles.... Apesar... Que não fui muito respeitoso com os que estão há minha volta" - pensava enquanto voltava observar o Bronze que se comportava de modo estranho, talvez ele também tivesse percebido essa presença incomum, esta viria ao longe em direção a qual certa quantidade de pessoas caminhavam para lá.

- Vou ver o que se passa, se quiser vir... A vontade, pois somos guerreiros do mesmo reino! - Finalizava.

Agora, estaria me dirigindo para o local ao qual a presença me incomodava, embrenhava-me  entre cidadãos que passeavam para lá, já estava com armadura, então o disfarce entre as mesmas funcionaria por pouco tempo.

Spoiler:
- Fala/ " " Pensamentos/
Akarkos de Órion
Cavaleiros de Prata
avatar

Ficha de Personagem
HP:
400/400  (400/400)
Nível: 3
Cosmo:
400/400  (400/400)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Poseidon em Seg Maio 16, 2016 11:31 am



Avaliação



+ 1 Nível concedido aos participantes:

Akarkos de Órion

Gabriel de Pégaso
Créditos finais: Saint Battle of Gods

Poseidon
Olimpianos
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Gabriel de Pégasos em Seg Maio 16, 2016 3:42 pm


Gabriel de Pégasos


O cavaleiro de prata após sentir o cosmo de outro cavaleiro ia direto para o local onde as pessoas da cidade estavam indo também Gabriel ia junto ao cavaleiro e após os dois  chegar no local onde estava um cosmo encontravam uma pessoa com uma armadura bem estranha ele estava explodindo seu cosmo para todos os lados os cidadões tentavam o parar mais não conseguiam pois o cavaleiro era forte demais para pessoas normais que não tem armadura - Droga se esses cidadões continuarem a atacar ele provavelmente iram morrer. - Gabriel ia para cima do homem passando pelos cidadãos que estava rodeando o cavaleiro, Gabriel chegava perto do cavaleiro mais não conseguia o acertar era era jogado longe com o cosmo daquele homem estranho - Droga ele é forte mais porque será que ele está fazendo isso?. - Gabriel ia para cima do homem novamente agora tinha um plano que era usar um ataque ele passava pelos cidadãos e começava a carregar o seu cosmo para usar o golpe mais famoso dos cavaleiros de pégaso. - Vamos lá queime cosmo, meteoro de pégasos

Gabriel conseguia só acertar o cosmo do homem e parecia que não surtia efeito no mesmo ele novamente explodia o cosmo e acaba jogando muitas pessoas para longe. - Ele é realmente muito forte não posso derrotar ele, os meus golpes não surtem efeito nele vou tentar mais um golpe.- Gabriel ia novamente para o homem que estava estranho depois da ultima explosão de cosmo uma cortina de areia subia e não da para olhar para o homem direito
- Vamos lá um dos golpes mais fortes do pégasos.


Gabriel conseguia acertar o nada e conseguia destruir uma parte da rua o homem não parecia estar no meio da areia então depois que a areia se destinguiu dava para ver o cavaleiro novamente agora estava do lado do cavaleiro de prata.




Thanks James Sullivan © CG


‘‘Eu também possuo a eternidade. Quando nós explodimos o nosso Cosmo, criamos uma força. Nesse momento, nós, Cavaleiros, nos fundimos com o Universo… E chegamos perto da eternidade.’’ .’
Gabriel de Pégasos
Cavaleiros de Bronze
avatar

Ficha de Personagem
HP:
200/200  (200/200)
Nível: 6
Cosmo:
200/200  (200/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Akarkos de Órion em Ter Maio 17, 2016 7:50 pm

Então, consegui chegar ao lugar onde um cosmo hostil pairava por aquela áreas, havia uma multidão de pessoas envolvendo o homem, um leve tremor era sentido, as rachaduras logo surgiram nas paredes das residências e estabelecimentos que havia por ali. As bancadas com variáveis frutas e verduras se despedaçavam e estas rolavam pelo chão. De repente, uma correria, as pessoas se dispersavam dali, o ser mostrava sua violência contra o povo em sua volta, as frutas que a pouco rolaram ao chão, foram esmagadas com as violentas e desesperadas pisadas dos que estavam tentando se proteger.
Observei que o cavaleiro de Pégaso tomava á frente e então partia para o ataque, mas, não foi uma atitude muito inteligente, o mesmo agiu por impulso e isso poderia custar sua vida, não nessa batalha, pois o inimigo não é muito forte quanto eu imaginava, o mesmo é mais forte que o bronze, porém, eu daria conta do oponente se quisesse, na verdade, queria saber como o guerreiro iria se sair, então ficarei na retaguarda. - Vai com calma, Pégaso! - Indagava. Com voz firme e em tom alto, tentando chamar sua atenção.
Gabriel já havia lançado um ataque na qual eu conseguia ver seus movimentos, foi inútil, só conseguiu levantar poeira. O homem misterioso estava poucos metros á minha esquerda, virei- me e disse: - Assim que se deve fazer...! - Fitava os olhos no inimigo e em seguida levantava o punho esquerdo ascendendo meu cosmo, com um estalo de dedos acompanhado de um leve zumbido e faíscas elétricas de cor azulada cobriam meu punho, sem delongas avancei contra o homem em total velocidade e quando fiquei aproximadamente á dois metros, lancei uma raje cósmica com um baixo poder de destruição, porém, o suficiente para fazer o inimigo ser lançado para trás e se chocar contra o chão, sendo levemente eletrocutado. - Entendeu agora? - Dava as costas para o meu oponente e esperava que o bronze terminasse o serviço.

Desde o começo, não tinha sentido apenas a presença daquele que acabei de golpear, tinha outra presença que me incomodava e muito, me fazia lembrar do passado, daquela tragédia, a perca de minha amada Milla. " Senti cheiro de Nostalgia"
Ao longe, já avistava um homem encapuzado, o vento soprava fortemente contra o mesmo, suas vestes tremulavam sem parar, e logo seu capuz rasgava e seu rosto era mostrado. A máscara caiu!
Cerrava fortemente os punhos e os dentes, a saliva escorria ao canto da minha boca, meu semblante sério era notavelmente normalmente, ao menos para mim, agora, ficava com um semblante jamais visto em meu rosto, o ódio que sentia fazia com que meu cosmo queimasse de forma assombrosa, meus pés aos poucos afundava naquele rígido solo, e as rachaduras se espalhavam por todo o local, muito pior do que aconteceu com a chegada do outro verme.
Fitava friamente meu olhos nele, já não aguentava mais, explodia meu cosmo ferozmente e todas aquelas casas e pessoas que estavam por perto há cerca de 15 metros de circunferência foram lançados para longe, infelizmente.
- Seu... FILHO DA PUTA!!!! - Avançava a toda velocidade contra um antigo inimigo, tínhamos muitas contas para acertar, o assassinato dos meus pais e os de Milla, e a própria que está desaparecida, sim, ele era o responsável por todo aquele desastre no lugar onde nasci e cresci. Trocávamos poderosos socos e chutes, a cada golpe desferido havia uma pequena explosão causada pela onda de choque do nosso cosmo, ele não parava de sorrir, parecia estar brincando, já estava bastante furioso, queria acabar com a vida desse imbecil, admito que perdi o controle, mas, para mim, foi um choque, não estava preparado para sentir tudo que senti naquele dia. O ódio era tudo que me restava!

- ONDE ESTÁ? ONDE ESTÁ ELA? - Terminava a pergunta desferindo um soco de direita, porém foi contido facilmente por ele, que ria de toda aquela situação.

- A princípio de conversa, me chamo Arlong! - Continuava rindo daquela situação e segurava meu braço direito com sua mão esquerda, em seguida puxou-a até seu tronco, e ainda com a mesma mão, rapidamente deu uma chave de braço no meu braço, e desferiu um soco na minha barriga fazendo-me cuspir muito sangue pela boca. Eu estava sem ar, e imobilizado, então ainda se aproveitando da situação, Arlong puxava meu braço violentamente e o estirava, assim dava uma joelhada em meu cotovelo fazendo meu braço direito quebrar ao meio, ainda na sessão de tortura, lançava-me ao ar e finalizava com um chute em minha cabeça, fazendo o elmo prateado partir-se. A dor era insuportável!

O osso de meu braço estava exposto, sangrava muito, cuspia sangue e meu nariz também pusera sangue pela boca, e ele fez isso sem nem ao menos ter uma armadura, quão forte ele é? Estava agonizando, só depois de cair no chão que percebi que cometi o mesmo erro do cavaleiro de Pégaso de outrora, um erro que poderia custar minha vida, estava perdendo sangue, e fechava os olhos pensando na merda que fiz, e na vergonha de estar ali, caído. Mais uma vez, queimava meu cosmo, lentamente levantava-me e encarava Arlong, que me encarava de forma sarcástica.

- Onde está ela? - perguntei.
- Ora, ora... Nessas condições e ainda pensa nela.... Ela está viva... Por enquanto. - pausou - Venho lhe observando... Você ainda está fraco... Não pode me vencer e se vencer... Talvez consiga acha -la!- Finalizou.

Com o braço que ainda estava intacto, elevei meu cosmo e de surpresa avancei velozmente e dava-lhe um soco que com facilidade este escapava, virei em 360• graus e lancei uma rajada cósmica há menos de 1 metro de distância, acertou seu olho esquerdo, fazendo sair muito sangue. Arlong se irritava e desferia um poderoso soco em minha barriga, que aos poucos fui perdendo a consciência. " Desgraça... Do!" - Desmaiei.

Continua...









Spoiler:
Cara... Usa um corretor ortográfico, no mínimo um Word, já ajuda muito. Você também precisa descrever melhor os personagens, o cenário, o que ocorre com você, seu inimigo, e o resto das pessoas/objetos. E notei que em algumas partes, principalmente no final do seu post, ficou algo meio que sem sentido, eu poderia cita -las, mas pelo celular é impossível, desculpe, mas, já ajuda muito usar o Word.
Akarkos de Órion
Cavaleiros de Prata
avatar

Ficha de Personagem
HP:
400/400  (400/400)
Nível: 3
Cosmo:
400/400  (400/400)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Gabriel de Pégasos em Qua Maio 18, 2016 1:03 pm


Gabriel de Pégasos


Gabriel olhava para a cena surpreso com tamanha força do cavaleiro de prata, que avia conseguido jogar o outro cavaleiro para longe e também conseguia o eletrocutar mais parecia que o cavaleiro de prata olhava para outro lugar e lá estava uma pessoa encapuzado, então o cavaleiro de prata e o outro homem por algum motivo começavam a lutar mais a derrota era a do cavaleiro de prata o outro cavaleiro ia embora, e o homem encapuzado parecia forte até demais por ter conseguido ganhar de um cavaleiro de prata sem sua armadura, Gabriel ia até onde os dois estavam e pegava o cavaleiro de prata e ficava longe do homem. - Droga, esse cara conseguiu derrotar ele sem armadura. - Gabriel corria para longe do homem, todas as pessoas que lá estavam ficavam assustadas e começavam a correr para longe do homem encapuzado, pois ele era forte até demais então ele levava o cavaleiro de prata até um hospital que avia em rodorio, para o médico cuidar dele ele sabia que eles não estariam completamente protegidos no lugar mais era alguma coisa pelo menos até o cavaleiro se recuperar, as pessoas estavam assustadas correndo de um lado para o outro não é todos os dias que eles viam dois cavaleiros serem derrotados tão fácil daquele jeito, Gabriel estava com um pouco de raiva não era todo dia também que aparecia cavaleiros tão fortes quanto aqueles, ele andava de um lado para o outro tentando entender como o cavaleiro de prata pôde ser derrotado tão facilmente, não conseguia entender os cavaleiros de prata tinham muita força quase a força da um cavaleiro de ouro, mais mesmo assim aquele cavaleiro avia perdido para outra pessoa, que nem com armadura estava quão forte aquele cavaleiro poderia ser?. Gabriel olhava bastante para o cavaleiro de prata que tinha se machucado muito até tinha quebrado o braço, mais por algum motivo ficava na cabeça de Gabriel que aquele homem, não estava usando cem por cento de sua força.



Thanks James Sullivan © CG


‘‘Eu também possuo a eternidade. Quando nós explodimos o nosso Cosmo, criamos uma força. Nesse momento, nós, Cavaleiros, nos fundimos com o Universo… E chegamos perto da eternidade.’’ .’
Gabriel de Pégasos
Cavaleiros de Bronze
avatar

Ficha de Personagem
HP:
200/200  (200/200)
Nível: 6
Cosmo:
200/200  (200/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Akarkos de Órion em Sex Maio 20, 2016 8:49 pm

Não sei quanto tempos se passou, mas eu já abria rapidamente meus olhos, estava com o corpo bastante dolorido, Pégaso me arrastava, até algum lugar que fosse seguro, mas, meu orgulho não deixava. Com meu braço bom, soltava-me dele e com um grande esforço, levantava-medo chão. - Isso é algo maior que eu...- sussurrava. Caminhava lentamente, mancando pra dizer a verdade, a cada passo mais sangue se esvaia, mas eu tinha que descobrir a verdade e ele, Arlong, sabia, mesmo que eu precisasse enfrentá-lo novamente e apanhasse, continuaria insistindo, até porque 'esse" foi um dos meus principais objetivos para chegar onde cheguei. Não sabia para onde o cavaleiro de Pégaso foi, mas eu retornei até o local do combate e ele estava lá, Arlong.

- Quer mais? Peixinho! - Disse
- Quantas forem necessárias! - Retruco. - Fale onde ela está, e eu irei... Sem medo algum! - Digo.
- Pobre coitado... Um dia você chegará lá, querendo ou não, mas antes preciso que você sofra... Sim... - Com um tom de voz sarcástico e um breve riso, dizia - Você precisa ficar forte primeiro, essa sua bondade te matará... - Pausava - Você evitou de usar todo seu poder para não afetar as pessoas em volta, os danos que houve nessa área mostra o quão frágil é... Inocente... Fraco... Desista e siga sua vida, ela é minha! - Disse.
- Não!!! - Gritava - Tudo bem... Não sei qual o seu jogo, mas sei que seguir suas regras é a forma mais inteligente de achá-la! - Pausava - Peço que retire-se daqui e não incomode mais esse povo! - Digo.
- Sei... Mas da próxima vez haverá muitas mortes e carregará a culpa, o peso em sua alma, por conta de sua fraqueza! - Pausou por meio minuto - Nos veremos em breve - Dito isso, desapareceu sem deixar rastro algum.
As pessoas ainda estavam apavoradas, havia muitas que estavam correndo e algumas paravam para tentar me ajudar, mas como antes o meu orgulho não deixaria nenhuma pessoa me auxiliar, se o problema é meu, eu deveria resolvê-lo só, pode custar minha vida, mas farei isso com honra de Cavaleiro e ascenderei meu cosmo quantas vezes for preciso para eliminar qualquer ameaça, mas, me curar, naquele momento parecia impossível.

- Nos despedimos aqui, até logo Pégaso! - Dizia em tom um tanto que alto, pois o mesmo provavelmente estaria à uma distância considerável, observava até o limite de minha visão, e, ao leste, havia um lugar pacífico, e já era um pouco afastado do santuário. A lentas passadas dirigia-me até o local em que focava totalmente minha atenção, com a respiração ofegante, as gotas de sangue que caíam no chão fazendo rastro, aquele calor, o vento que soprava fortemente, tudo indicava que meu momento chegaria, mas eu não aceitava isso, continuei andando, enfim cheguei.
Era uma área com gramado quase seco e algumas Árvores grandes em volta, havia um riacho e um grupo de pássaros sobrevoava por ali, as árvores proporcionavam boas sombras e suas folhas tremulavam ao bater do vento, por um momento, ignorei meus ferimentos e deitei-me num local entre as raízes das árvores onde havia muco úmido, fechei lentamente os olhos, talvez seja o fim.
- Não é sua hora, cavaleiro - Essa doce e confortante voz, sentia um cosmo poderosíssimo atravessar meu corpo e me aquecer - Tens muito que viver, viva! - Disse

- Essa voz... Atena.... ! - Não entendia o que estava acontecendo, mas meus ferimentos não doíam mais....

*Continua...




Spoiler:
Vou encerrar por aqui, mano, depois crio uma rp com enredo mais aproveitável para nós interagirmos ^^
Akarkos de Órion
Cavaleiros de Prata
avatar

Ficha de Personagem
HP:
400/400  (400/400)
Nível: 3
Cosmo:
400/400  (400/400)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Poseidon em Sab Maio 21, 2016 10:38 am



Avaliação




+1 Nível adicionado aos participantes: Akarkos de Órion e Gabriel de Pégaso.

RP finalizada á pedido de Gabriel, tópico trancado e movido para a área de RPs finalizadas.



Créditos finais: Saint Battle of Gods

Poseidon
Olimpianos
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Um novo Amigo.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum