Últimos assuntos
» [Evento] O Resgate de Nike
Seg Set 10, 2018 11:24 pm por Ryella de Aquário

» [RP FECHADA] Fantasmas do passado.
Qui Set 06, 2018 4:35 pm por Sawyer de Leão

» [RP FECHADA] Gêmeos Renasce.
Qui Set 06, 2018 10:35 am por Sawyer de Leão

» [R] - Ross
Sab Jun 11, 2016 10:44 pm por Ross Barkley

» [RP - FECHADA] Ezra'il e Shiori
Qua Maio 25, 2016 9:03 am por Ezra'il de Dragão Marinho

» 3ª Esfera - Ptolomeia
Qui Maio 05, 2016 3:47 pm por Athena

» Templo de Poseidon
Sex Abr 22, 2016 8:49 am por Poseidon

» Grande Suporte Principal
Sex Abr 22, 2016 8:45 am por Poseidon

» Pilar do Oceano Atlântico Norte
Sex Abr 22, 2016 8:40 am por Poseidon

Parceiros irmãos
Diretórios de recursos
Parceiros elite
Parceiros normais

[Evento] O Resgate de Nike

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Evento] O Resgate de Nike

Mensagem por Athena em Qui Set 06, 2018 12:15 pm


O Resgate de Nike


Quando deixou seu templo Athena trajava o habitual vestido branco, as joias douradas adornavam ainda mais a beleza da jovem deusa,seu semblante demonstrava paz, porém, seus olhos já não tinham mais a serenidade de outros tempos. A deusa caminhava com passos lentos, como se retardasse sua chegada e de fato estava. No fundo não desejava lançar seus cavaleiros novamente em missões que pudesse lhes custar a vida, estava pensativa e cogitava na hipótese de deixar o santuário, porém, isso poderia ser pior, deixar o local vulnerável poderia ser muito pior. Naquela noite não havia dormido ponderando no que fazer e não tinha outra opção se não lançar seus cavaleiros a própria sorte em uma missão que poderia lhes custar a vida.

Chegou ao grande salão de seu templo, o lugar mais alto de todo o templo, aos pés de sua majestosa estátua. A deusa caminhou cabisbaixa até a gigante construção, fitou o lugar sem demora, seus olhos observaram cada detalhe do enorme local, as pilastras de mármore alvo, o horizonte que já não era mais o mesmo, ela sabia que algo de muito ruim estava para acontecer. Ali apenas os cavaleiros convocados pela deusa chegavam, nenhum inimigo havia chegado até ela, graças ao sacrifício de seus cavaleiros que combatiam de forma destemida seus inimigos. Athena soltou um longo suspiro, em sua mão tomou o báculo que desde os primórdios a acompanhava em todas as guerras e sempre lhe concedeu a vitória.

A voz da Deusa soou baixa no salão e logo uma de suas sacerdotisas aproximou-se da mesma e  pausadamente Athena solicitou que uma convocação fosse emitida, precisava que seus cavaleiros saíssem em missão o mais rápido possível.  Mas dessa vez não os obrigaria partir para morte, algo havia mudado nessa guerra e tornava as coisas mais claras para a Deusa que se questionava onde havia falhado com seus cavaleiros.  Assim que seus protetores ali chegassem explicaria o que estava acontecendo e tudo que ela poderia lhes oferecer eram suas orações para que ficassem bem. Mas aquele era o momento de mudar o rumo da guerra, tentar mascarar a situação não seria o suficiente, precisava fazer muito mais do que isso.

Athena fechou seus olhos e deixou que seu cosmo tomasse conta de todo o santuário, tocando assim o coração de cada um de seus cavaleiros, os mostrando que jamais estariam sozinhos, a Deusa sempre fazia isso desde que havia perdidos seus últimos guerreiros. Naquela época Athena era uma criança e tornou tudo aquilo muito mais difícil para ela, mas fizera a deusa crescer com uma convicção forte em seu coração, Hades pagaria por cada vida que ele havia levado, cada cavaleiro morto. Suas mãos fecharam-se ao redor do báculo dourado enquanto ela se levantou, o grande mestre apenas observou a Deusa que voltou a caminhar na direção de sua estátua, o velho pontífice sabia que havia algo de diferente na Deusa.

Algum tempo se passou, o suficiente para que seus cavaleiros recebessem seu chamado, tudo estava calmo até que o poderoso cosmo da Deusa tomar conta de todo o santuário, mas dessa vez não era o cosmo acolhedor, era forte e poderoso, poucos havia sentido o cosmo de Athena daquela forma e talvez poucos tivessem visto Athena daquela forma. Quando Athena adentrou ao local o velho pontífice a olhou um pouco assustado, o que cobria seu corpo era uma linda túnica branca de mangas longas, estava com seu cinturão dourado de sempre, em sua mão direita trazia seu báculo, mas no braço esquerdo ela trazia Aegis, o escudo poderoso que a mesma usava quando trajava sua armadura e seus cabelos eram parcialmente escondidos pelo imponente elmo dourado que a Deusa usava. Quem visse Athena naquele momento tinha a completa certeza, a Deusa da Justiça, também era a Deusa da guerra.


Athena
Olimpianos
avatar

Ficha de Personagem
HP:
100000000/100000000  (100000000/100000000)
Cosmo:
100000000/100000000  (100000000/100000000)
Nível: 100

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] O Resgate de Nike

Mensagem por Sawyer de Leão em Qui Set 06, 2018 2:11 pm

— Sawyer de Leão




A quinta casa do santuário, morada do cavaleiro de ouro de leão. Esta era a localização de Sawyer naquele momento, estava no interior do local cujo guardava em nome de Atena e protegia todo o santuário das forças do mal cumprindo seu oficio por mais um dia. A maioria deles (dias) era assim para falar a verdade, silenciosos e por vezes entediantes para aquele com a armadura dourada, porém essa é a vida que ele escolheu e carregaria o fardo ao lado de sua deusa até seu ultimo suspiro.

Passos eram ouvidos, alguém o visitava e vinha da sexta casa. Olhou por sobre o ombro esquerdo do trono ao qual se assentava no centro de sua morada e conseguiu ver uma das sacerdotisas de Atena, a mesma anunciava uma convocação de sua deusa.  Sawyer, sem prolongar a conversa agradeceu a visita e mais que depressa se levantou para atender ao chamado.


As escadarias das doze casas foram escaladas pelo leonino de forma rápida, seu caminhar firme e imponente fazia com que qualquer um o reconhecesse de longe, todos haviam sentido o poderoso cosmo da deusa os envolvendo o que anulava qualquer necessidade de diálogo por onde passava. Estranhou o fato de passar pela casa de aquário e não ter notado Ryella em sua morada, talvez a mesma estivesse em missão.

Sawyer agora cruzava a entrada do templo de Atena, o som de sua armadura de ouro em contato com o solo anunciava sua presença, o jovem de cabelos castanhos e olhos verdes vestia a sagrada armadura de leão acompanhada da já tradicional entre os cavaleiros capa branca.

“ Essa é... Atena?!” – Ver sua deusa trajando aquelas  vestes de batalha e com um cosmo tão aterrorizante como aquele era novidade para ele o que acabou causando certo espanto de imediato mas que logo depois se transformou em convicção de que algo grave estava por vir, afinal aquela á sua frente era a deusa da guerra pronta para mais um combate.


- Mestre, senhorita Atena, sou Sawyer, cavaleiro de ouro de leão e venho atender á seu chamado! – Cumprimentava o governante e sua deusa se curvando diante de sua presença, ele apoiava o joelho direito no solo enquanto mantinha a perna esquerda dobrada, no braço esquerdo trazia seu elmo.

Após o anúncio de sua chegada, o relâmpago amarelo se levantou e se posicionou alguns metros á frente do trono de sua deusa ainda com o elmo embaixo de seu braço esquerdo e  ficou de pé ao lado direito aguardando a chegada dos demais convocados.  Nesse espaço de tempo antes da chegada dos santos, sua mente se questionava o que realmente havia acontecido a ponto de fazer com que Atena os convocasse para uma nova missão.


“ Senhorita Atena, você parece tão... Preocupada...” - Ele buscava  entender como alguém tão jovem suportava tamanho fardo em seus ombros.

— Sawyer de Leão




Sawyer de Leão
Relâmpago Amarelo

.soph.


Sawyer de Leão
Cavaleiros de Ouro
avatar

Ficha de Personagem
HP:
600/600  (600/600)
Cosmo:
600/600  (600/600)
Nível: 01

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] O Resgate de Nike

Mensagem por Ryella de Aquário em Seg Set 10, 2018 11:24 pm

Ryella
Amazona de Aquário
Antes mesmo que o sol tivesse raiado no horizonte, banhando o Santuário com sua luz, Ryella já se encontrava no ponto mais longínquo do lugar, onde o mar banhava a costa. Um lugar remoto e de difícil acesso, mas foi ali que durante anos havia treinado com Jorah e aprendido sobre seu destino como amazona. A brisa da madrugada lhe arrepiava a pele, mas não sentia frio, afinal, para uma mulher que dominava os ventos árticos, uma brisa como aquela era quase um sopro morno. O silêncio era quebrado pelo som das ondas se chocando contra os enormes paredões de rocha escura, o céu era misto de escuridão e tons purpura, anunciado que o astro rei estava para chegar. A amazona sentia os grãos de areia oscular os pés à medida que avançava pela areia e seus olhos observavam a imensidão negra que era o mar naquele momento.  Haviam tantas lembranças boas naquele lugar que era impossível não sorrir, mesmo que a saudade incomodasse o peito. Contudo, a beleza do lugar era um alento para a jovem garota e jamais deixaria que a tristeza apagasse os bons momentos que havia passado naquele lugar.

Trajava suas habituais roupas de treino, os cabelos estavam soltos caídos por sobre os ombros, balançando ao sabor da brisa marítima. A máscara de amazona por sua vez, vinha sendo carregada em sua mão direita, deixando que a pele de seu rosto fosse tocada pelos primeiros raios de sol. Aquele era um raro momento em que o rosto da amazona ficava descoberto, aquele era um lugar tão distante que sabia que jamais poderia incomoda-la ali. Jorah contava que ele e o irmão treinavam naquele local, o homem que trajava a armadura de Aquário antes dela. Ele contava os feitos do aquariano, da forma como ele controlava as baixas temperaturas a seu favor. Desejou tê-lo conhecido e aprender com ele também, mas Jorah sempre seria seu mestre. O motivo de estar ali logo tão cedo era apenas um, continuar de onde Jorah havia parado, ele dizia que um cavaleiro jamais deveria se acostumar com seu poder. Como guerreiros de Athena poderiam quebrar qualquer limite e ir além do que qualquer outro poderia ir. Essa era a razão pela qual a menina sempre se esforçaria para ser uma amazona cada vez mais forte.

Quando finalmente chegou ao paredão de pedra onde treinava o sol já havia raiado e o céu estava belamente celeste, com poucas nuvens brancas pairando lentamente por ele. Contudo, ela sabia que havia algo de errado, algo não estava certo. Era como se sua intuição a alertasse a todo momento que algo de ruim poderia acontecer a qualquer momento. Desde a visita da mensageira do Deus Nórdico, a garota era atormentada por constantes pesadelos envolvendo sua terra natal. Não tinha mais vínculos com o lugar, mas tinha a nítida sensação de que algo muito ruim poderia estar acontecendo por lá. Ela balançou a cabeça, fazendo os longos cabelos cor de esmeralda balançarem, desejava espantar qualquer pensamento que pudesse atrapalhar seu treino, havia algo muito maior em jogo e ela precisava estar preparada para isso. Deixou sua máscara caída ao chão, enquanto pacientemente enrolava as longas faixas nas mãos, uma tentativa de protege-las, mas algo que eram vão quando se tratava da potência do soco da amazona aquariana.

De onde estava podia ver a majestosa estátua da Deusa Atena e sentia que de lá, ela a protegia, bem como protegia a todos os cavaleiros de Atena. A garota respirou fundo e então encarou o imenso paredão de rochas a sua frente. Desde que havia despertado seu sétimo sentido, nunca mais havia conseguido controlar seu cosmo para atingir novamente o Zero Absoluto. Havia acontecido uma única vez, quando debruçou sobre o túmulo de Jorah. Ryella entendia que seria necessário controlar seu cosmo, o poder que tinha dentro de si, algo que nem mesmo ela ainda conseguia mensurar. Sawyer dizia que ela era um dos guerreiros mais poderosos do Reino, não somente por ser uma Amazona a usar uma armadura de ouro, mas também por possuir um poder ainda oculto em seu cosmo. Seus olhos dourados se estreitaram enquanto observava as inúmeras marcas deixadas naqueles paredões de pedra. Algumas feitas por ela, outras por Jorah e outras pelo irmão de Jorah. Se perguntava se teria tempo de treinar algum pupilo e ensinar a ele sobre aquele lugar.

Deixando seus devaneios de lado a amazona fechou os olhos, suas mãos sentiram a porosidade das rochas nas pontas dos dedos. Aos poucos uma aura de azulada e branca ao mesmo tempo envolveu o corpo de Ryella, tudo ao seu redor começava a congelar, a rocha ganhava pouco a pouco uma leve camada branca de gelo. Com certeza algumas pessoas poderiam sentir o poder de seu cosmo, principalmente à medida que a temperatura ao redor dela diminuía, congelando não somente a água do mar que invadia a praia, mas a areia molhada e as próprias gotículas de água que eram carregadas no ar. A força do cosmo da aquariana era tamanha, que criava pequenas fissuras pela rocha, mas ela não podia desistir, precisava ir muito além se pretendia dominar o zero absoluto. Mas sua concentração foi interrompida de forma abrupta, quando sentiu um cosmo muito poderoso invadir todo o santuário, um cosmo familiar, mas ao mesmo tempo diferente de tudo que já havia sentido.

“— Atena? Esse cosmo! —”. Perguntou-se assustada, ainda tentando compreender o que era todo aquele poder. Pegou a máscara que estava no chão e sem pensar abandonou seu treino, regressando para as doze casas. A chegada até a Casa de Áries foi praticamente em um piscar de olhos, depois continuou o caminho às pressas. Quando chegou a quarta casa, encontrou com uma das sacerdotisas da Deusa: — Senhorita Ryella, a Deusa Atena convoca seus cavaleiros e amazonas. Ela os aguarda em seu templo. — Disse a jovem com a voz repleta de serenidade. De certo algo estava prestes a acontecer, uma convocação vinda da própria Deusa era atípica. Ao passar pela quinta casa notou que a mesma estava vazia, Sawyer já deveria estar no Templo da Deusa. Ela sorriu por baixo da máscara, o leonino sempre era o primeiro a chegar em tudo e nunca gostava de esperar. Ao passar pela casa de Virgem percebeu que seu guardião ainda permanecia lá, mas havia uma aura de paz e tranquilidade como ela nunca havia sentindo em nenhum outro lugar.

Ao passar pela décima primeira casa elevou seu cosmo, que explodiu em um raio dourado iluminando todo o átrio do lugar. Quando a intensa luz se dissipou a Armadura de Aquário já cobria o corpo da menina, dando a ela uma aparência mais imponente que o normal. Tinha quase certeza de que era a mais nova entre os cavaleiros de ouro, mas seu cosmo já era poderoso. Quando finalmente chegou aos pés da estátua da Deusa notou a presença de seu amigo leonino, depois observou os demais que já haviam se apresentado. Ryella então dobrou os joelhos, deixando que o esquerdo encostasse no chão, enquanto o direto dobrado. Seu olhar dirigiu-se ao chão em respeito a presença do Grande Mestre e também de Atena: — Grande Mestre. Deusa Atena. Sou Ryella, Amazona de Ouro de Aquário. Venho aqui atender vosso chamado minha Deusa. — Após se apresentar levantou-se, tomando seu lugar próximo aos demais cavaleiros. Seus olhos encaravam a expressão de Sawyer, dentre seus companheiros, ele era o que mais tinha afinidade com ela. Mas ele jamais saberia que ela o encarava, sua máscara sempre escondia seu rosto, impedindo que até mesmo ele não decifrasse seus poucos sentimentos.


Thanks Chris at TPO
Ryella de Aquário

Ryella de Aquário
Cavaleiros de Ouro
avatar

Ficha de Personagem
HP:
600/600  (600/600)
Cosmo:
600/600  (600/600)
Nível: 1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Evento] O Resgate de Nike

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum